manjar dos deuses

tumblr_objtlgXvIl1slooz2o1_540

 

Deuses negros do mar

que habitam

as entranhas as profundezas do mar

eu bem sei

meu amor vive entre ancoras e cavalos marinhos

E eu padeço do seu carinho

Eu pedaço de carne crua

que afora na noite nua

Inebriada de tédio

ainda sinaliza qualquer esperança

Guardo inteiro na lembrança

Dentro de mim mar alto

mar bravo

mar manso

mar de outros mares

Dos negros deuses que o renega de mim

e os tais mares

Qual será ou haverá de ser

o seu desfecho

Aqui do norte

pulsam veias como valas de um rio sem leito

Sigo em frente

sou um bom menino

Canto minhas dores para acalantar

quem um dia

Rogou por um amor

que a dona do mar levou

pra lá no fundo ficar…